Cannes: Nicole Kidman aparece em quatro produções, Netflix tem dois filmes; Brasil fica fora

Festival2017_30X18_DEF-72dpi

O Festival de Cannes anunciou a seleção do filmes da sua 70 edição e parece que Hollywood não dá as caras em peso, como em edições anteriores. Dos 1930 filmes se candidaram para o festival, que acontece entre 17 e 28 de maio, a organização escolheu 18 filmes para edição oficial. A abertura do evento ficará por conta do francês „Les Fantômes d’Ismael“, que tem Marion Cotilard, Charlotte Gainsbourg, Louis Garrel e Mathieu Amalric no elenco com direção de Arnauld Desplechin. O filme que será exibido fora de competição desenrola a história de um cinesasta que vê a sua vida virada ao avesso pelo surgimento de uma ex-namorada no ínico da filmagem do seu novo filme.

Também foram anunciados outros 16 filmes que compõem a mostra paralela „Un Certain Regard“, mais quatro longas fora de competição e outras 3 exibições da meia-noite, além das exibições especiais e eventos celebram os 70 anos de vida do festival.

Como destaque na corrida pela Palma de Ouro estão nomes como Michael Haneke, Sofia Copolla, e o diretor francês Michel Hazanavicius, cujo filme arrematou os prêmios de melhor filme, melhor diretor e melhor ator nos Oscar de 2012. Haneke exibe o filme „Happy End“, que narra a vida de família que reside perto de um campo de refugiados em Calais. Se arrebatar a Palma de Ouro, Haneke será o único cineasta em atividade que tenha conquistado 3 Palmas de Ouro. Sofia Copolla exibe „The Beguilled“, uma versão da história de um soldado americano ferido durante a Guerra Civil Americana que é tratado num internato de moças localizado atrás das linhas do inimigo, com Corlin Farrel e Nicole Kidman no elenco.

A atriz australiana Nicole Kidman será vista em quatro produções durante o festival: no filme de Sofia Coppola e „The killing of a Sacred Deer“, do cineasta grego Yorgos Lanhimos, conhecido pelo aclamado „The Lobster“, de 2015. Além da comédia romântica „How to talk to Girls at Parties“ e de um episódia das série televisiva de Jane Campion „Top of the Lake“

Na lista de filmes selecionados não aparece nehum filme brasileiro, o que pode ser resultado dos 27 filmes apresentados nos festivais de Berlim, Rotterdam e Sundance. No entanto, a 56 semana da Crítica em Cannes será presidida pelo brasileiro Kleber Mendonça Filho, diretor do elogiado Aquarius. Quem aparece no festival e gera um burburinho é a Netflix, que acerra a corrida pela Palma de Ouro com o filme Okja, do diretor sul-coreano Bong-Jo-ho e com “The Meyerowitz”, do diretor Noah Baumbach, com Adam Sandler no elenco. Uma das surpresas dessa edição é a atriz Kirsten Stewart, da saga Crepúsculo, que exibe pela primeira vez na Europa o curta Come Swim, cujo assina a direção.

O festival apresenta ainda um trabalho em realidade virtual com título  “Carne y Arena”, do colecionador de prêmios Alejandro González Iñárritu, que permite aos espectadores adentrarem por alguns minutos nas  histórias de imigrantes que tentar cruzar a fronteira do M’exico com os Estados Unidos, na tentativa de melhorarem sua vidas. Após o festival de Cannes a obra de Iñárritu ganhará uma exposição na Fondazione Prada, em Milão.

 

Confira a lista da seleção oficial de filmes

Abertura

Les Fantomes D’Ismael, de Arnaud Desplechin

Competição

Loveless, de Andrei Zvyagintsev
Good Time, de Benny e Josh Safdie
You Were Never Really Here, de Lynne Ramsay
L’Amant Double, de Francois Ozon
A Gentle Creature, de Sergei Loznitsa
The Killing of a Sacred Deer, de Yorgos Lanthimos
Hikari, de Naomi Kawase
Geu-Hu, de Hong Sangsoo
Le Redoutable, de Michel Hazanavicius
Wonderstruck, de Todd Haynes
Happy End, de Michael Haneke
The Beguiled, de Sofia Coppola
120 Battements par Minute, de Robin Campillo
Okja, de Bong Joon-Ho
Aus dem Nichts, de Fatih Akin
The Meyerowitz Stories, de Noah Baumbach
Rodin, de Jacques Doillon
Jupiter’s Moon, de Kornél Mundruczó

Fora de Competição

How to Talk to Girls at Parties, de John Cameron Mitchell
Visages, Villages, de Agnes Varda & JR
Mugen Non Junin, de Takashi Miike

Un certain Regard

Barbara, de Mathieu Amalric
La Novia Del Desierto, de Cecilia Atan & Valeria Pivato
Tesnota, de Kantemir Balagov
Aala Kaf Ifrit, de Kaouther Ben Hania
L’Atelier, de Laurent Cantet
Fortunata, de Sergio Castellito
Las Hijas de Abril, de Michel Franco
Western, de Valeska Grisebach
Posoki, de Stephan Komandarev
Out, de Gyorgy Kristof
Sanpo Suru Shinryakusha, de Kiyoshi Kurosawa
En Attendant Les Hirondelles, de Karim Moussaoui
Lerd, de Mohammad Rasoulof
Jeune Femme, de Leonor Serrraille
Wind River, de Taylor Sheridan
Apres La Guerre, de Annarita Zambrano

Sessões Especiais

Claire’s Camera, de Hong Sangsoo
12 Jours, de Raymond Depardon
They, de Anahita Ghazvinizadeh
Promised Land, de Eugene Jarecki
Napalm, de Claude Lanzmann
Demons in Paradise, de Jude Ratman
Sea Sorrow, de Vanessa Redgrave
An Inconvenient Sequel, de Bonni Cohen e Jon Shenk

Sessões da meia-noite

Ak-Nyeo, de Jung Byung-Gil
Bulhandang, de Byun Sung-Hyun
A Prayer Before Dawn, de Jean-Stephane Sauvaire

Realidade Virtual

Carne y Arena, de Alejandro González  Iñárritu

Exibições comemorativas para o 70º aniversário

Top of the Lake: China Girl, de Jane Campion & Ariel Kleiman
24 Frames, de Abbas Kiarostami
Twin Peaks, de David Lynch
Come Swim, de Kristen Stewart

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s